sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Verão na Ilha

Ilustração de Maurício Rocha
(Sobre as declarações do Governo Lula que nega epidemia de Febre Amarela)

Edição 1351 - 18.01.2007


Boca no Trombone

Tribo Cacuia
Informamos à população que fizemos um abaixo assinado que já conta com mais de 500 assinaturas entre personalidades do samba, autoridades, comerciantes e moradores, que vai ser entregue ao subprefeito da Ilha. Deixamos claro que nosso desejo não é que o Carnaval seja feito só no Cacuia, e sim em todos os bairros da Ilha. Mas a forma como retiraram o carnaval do Cacuia para colocar no Cocotá deixou claro que questões políticas e financeiras estão em jogo. Ronaldo e Luizinho, diretores e ex-presidentes da Tribo Cacuia.
C&A
Fiquei inadimplente com a C&A durante um tempo e depois regularizei minha situação, mas para meu espanto a loja ativou meu cartão com limite de apenas R$50,00, o que eu considero uma humilhação e discriminação, já que paguei tudo o que devia, inclusive com multas e juros. Agora a atendente da filial na Ilha disse que isto deve continuar por uns dois anos, o que acho um absurdo. Marco Antonio Dantas, Aeroviário, Portuguesa.
A C&A respondeu que nos casos de acordo de negociação de dívidas existe a redução do limite do cartão de acordo com a política de crédito da empresa.
Lixo
Na mureta da ciclovia, na Estrada do Jequiá, altura do número 1.400, tem sempre uma lixarada acumulada que causa mau cheiro e atrai ratos e outros tipos de bichos. Em alguns casos, devido ao volume do que é jogada ali, a coleta feita pela Comlurb é dificultada. Peço a Comlurb para colocar caçambas ao invés de manter o lixo nessa mureta de divisória com a ciclovia. A coleta da forma que ocorre atrapalha o trânsito e é um risco para as pessoas. Mônica Lima, comerciante, Estrada do Jequiá.
O Gerente Geral da Comlurb, Adenilton, explica que na localidade não há espaço para pôr caçamba, Para solicitar remoção de entulhos e bens de serviço, como sofás, colchões e basculantes, basta ligar para 2204-9999.

IPTU
Moro na Praia da Bandeira, cuja orla está desabando, fato já anunciado à Ouvidoria da Prefeitura, mas sem qualquer resposta até o momento. Será que vamos assistir impassíveis à cobrança de IPTU, do qual não vemos retorno, mantendo nossa Ilha neste estado lastimável de abandono? Estamos, por acaso, aguardando a Zona Sul? Cadê nossa Associação? Paulo Roberto, morador, Praia da Bandeira.

Cedae
Há mais ou menos dois anos ocorre picos de falta d’agua na rua Praia do Jequiá, Ribeira. A Cedae alega que a tubulação é velha e não está funcionando direito, mas a conta d’ agua vêm normalmente todo mês. Para se ter uma idéia, no ano de 2007 tiveram dois picos de falta d’ água, sendo que em agosto ficamos 15 dias no seco. Esse mês de janeiro, na semana retrasada e na que a antecedeu também ficamos no seco, não caiu uma gota. Luiz da Silva André, morador, Ribeira.
A assessoria da Cedae informou, dia 17, que foi enviada uma equipe ao local para que uma vistoria completa seja feita.