sexta-feira, 7 de março de 2008

Lula no Rio

Edição 1358 - 07.03.2007





Ilustração de Maurício Rocha
(Sobre o surto de Dengue Hemorrágica)
Lula e o Rio
Lula tem visitado o Rio de Janeiro com uma constância que deve causar inveja aos outros governadores. Esse interesse parece revelar um grande carinho do presidente em ajudar a resolver os problemas que a cidade maravilhosa acumulou ao longo de décadas de brigas entre o governo federal e os nossos governadores que não admitiam interferência na soberania do Estado fluminense.
A idiotice trouxe enormes prejuízos à população e ao desenvolvimento do Rio de Janeiro, que hoje tenta recuperar os grandes investimentos perdidos e acrescentar novos de modo a restabelecer a posição de liderança que o Estado sempre ocupou em diversos setores da economia.
Sérgio Cabral parece entender que ter o presidente como parceiro na construção de um novo modelo de gestão pública, dividindo com ele responsabilidades e vitórias não o torna menor, pelo contrário o engrandece como homem público, cuja prioridade é o crescimento da oferta de empregos e novas oportunidades aos jovens.
Nesta sexta-feira Lula estará novamente no Rio. Vem inaugurar junto com Cabral novas obras do PAC e a expectativa de que anuncie mais projetos para o Estado são animadoras. A Ilha do Governador é que ainda não foi contemplada com nenhuma obra, e precisa de tantas, como um novo hospital de emergência. Desconfio que os representantes políticos da região já estão pensando nas próximas eleições e não tem tempo de cuidar dos nossos interesses.
Vivemos na Ilha um momento de caos, e nenhuma obra para a região, me faz lembrar dos governadores incompetentes.

30 mil Laptops para professores do Estado

Edição 1357 - 1o.03.2007

Ilustração de Maurício Rocha
(Sobre o novo salário mínimo)




Laptops para 30 mil professores do Estado

Durante a solenidade de entrega, nesta semana, de 30 mil laptops, para os professores da rede pública estadual, o Governador Sérgio Cabral marcou dois golaços para a educação. Com os computadores portáteis nas mãos dos professores, eles ganham uma ferramenta essencial para o planejamento de aulas e confecção de provas. Como o notebook é pessoal, e poderá ser usado em casa, o professor terá a oportunidade de acessar a Internet em banda larga, a qualquer dia e hora, fazer pesquisas e trocar informações, instantaneamente com seus colegas, melhorando sua qualificação e conseqüentemente, ensinar mais e melhor.
Diretores e coordenadores de escolas também vão ganhar a engenhoca, cujas instruções de uso estão num CD, com dois módulos didáticos, para informar os mestres que ainda não tinham acesso à tecnologia da Informação.
Outra medida do governador foi determinar a compra imediata de prédios vazios que tenham configurações que possibilitem a instalação de escolas para alunos do 2º grau. Com isso Cabral quer matricular todos estudantes que terminam o ensino fundamental e na região que moram são insuficientes as vagas como é o caso da Ilha do Governador.
Enfim, uma excelente notícia!