quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Cuidado! Sem retrovisores.

Cuidado, o motorista do trator da Comlurb não sabe quem vem atrás.

Na estrada Rio Jequiá -Ilha do Governador - dois tratores da Comlurb trafegam sem retrovisores. Mas a empresa é da Prefeitura. Então pode.

Cuidado, eles trafegam sem retrovisores

Você já deve ter visto um desses pequenos tratores que puxam uma carroceria com o lixo que recolhem das favelas. Pois bem, eles trafegam pelas ruas com o motorista usando um dispositivo nos ouvidos para evitar o forte barulho da engenhoca, só essa irrgularidade deveria ser proibido porque nunca o motorista vai ouvir as buzinas dos outros veículos ou o apito do guarda. Pior, esses veículos não dispoem de retrovisores, o que é gravissímo.

joserichard@uol.com.br




Abuso da Autoridade

Abuso de Autoridade
Sempre fico muito indignado com o abuso da autoridade. Dia destes assisti a uma dessas cenas que deixam qualquer um muito chateado. Um veículo modesto com um casal parou na Estrada do Galeão (altura do número 2877) em frente a uma farmácia e o motorista saiu para provavelmente comprar um remédio. Não havia estacionamento perto, mas na frente do carro tinha um grande buraco com a profundidade de uns 20 centímetros. Certamente ele está arrebentando com os amortecedores de todos veículos que caem na armadilha. Todavia, a cena que assisti, enquanto o motorista estava na farmácia, foi de um guarda municipal anotando a placa do carro e aplicando certamente uma boa multa. Naturalmente o GM entendia que cumpria rigorosamente o seu dever. Porém, não vi nenhum gesto dele para orientação da pessoa que esperava dentro do carro. Simplesmente ele executava a multa, enquanto que ao mesmo tempo dezenas de kombis e vans ilegais passavam a sua frente cometendo irregularidades gravíssimas. Isto sem falar no buraco que a prefeitura não fecha e já existe no local por mais de três semanas causando muitos prejuízos aos motoristas. Minha indignação vem da postura da autoridade que antes de multar deveria determinar o deslocamento do veículo do local que atrapalhava o trânsito. Minha indignação é contra a prefeitura que não tapa os buracos e é impiedosa com motoristas que cometem pequenas infrações e não age com o mesmo rigor contra motoristas de veículos ilegais que estão na frente do seu nariz. Como ter autoridade para multar. Para cobrar é preciso que todos cumpram a sua parte.
Por essas razões, a falta de discernimento da autoridade é injusta porque não age com o mesmo rigor contra os que verdadeiramente destroem a imagem dessa cidade.
joserichard@uol.com.br

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Edição 1406 - 13.02.2009
Edição 1405 - 06.02.2009

Edição 1404 - 30.01.2009


Edição 1403 - 23.01.2009


Edição 1402 - 16.01.2009



Edição 1402 - 09.01.2009