sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Linha com cerol mata motoqueiro

Este episódio da morte de um rapaz causada por uma linha de pipa com cerol é um absurdo. Sem dúvidas que soltar pipas é um lazer saudável, que diverte crianças e adultos. É lindo o cenário das comunidades e praças com dezenas de pipas coloridas no ar e a contagiante “briga” para cortar a pipa dos outros. É uma disputa de habilidades que diverte e já inspirou filmes e muitas histórias. Todavia, quando linhas com cerol ficam “a deriva” pelos ares e caem em lugares inesperados - como uma rua - elas podem fazer vítimas fatais. O cerol é simplesmente vidro moído que aplicado com cola na linha, transforma-se numa perigosa arma. É tão trágico o corte no ser humano que quando atinge alguma artéria é difícil a vítima sobreviver.
Os motociclistas são vítimas potenciais porque o capacete só protege a cabeça e a roupa também deixa vulnerável o pescoço. A cabeça pode ser decepada facilmente como já aconteceu em diversos casos semelhantes ao ocorrido nesta semana no Cocotá. Qualquer pedaço da linha pode ser mortal. O uso do cerol deveria ser proibido, e a polícia ou principalmente a guarda municipal, tinham que reprimir com mais fiscalização na área do Aterro do Cocotá, local onde, nos fins de semana, se concentra uma grande quantidade de pessoas soltando pipas. A vista de todos, alguns preparam suas linhas com o cerol usando os alambrados e brinquedos do parque para esticar a linha e colocando em risco as famílias que passeiam pelo local.
Se esvaindo em sangue, o rapaz que teve o pescoço cortado no Cocotá foi levado as pressas e socorrido na UPA 24h, que fica perto do local da tragédia, mas ele acabou morrendo. Quem é o responsável pela perda desta vida e a dor da família? Acho que todos nós que assistimos as coisas acontecerem e não tomamos medidas enérgicas para conscientizar, principalmente crianças e jovens, sobre o perigo do cerol. Soltar pipa pode e deve ser incentivado com torneios e campeonatos, mas colocar cerol na linha deve ser combatido até pelos que soltam pipas.