segunda-feira, 27 de junho de 2011

Peso dos impostos quase insuportável no Brasil





Assisti nesta terça à noite, no Jornal da Globo, uma matéria feita com empresários brasileiros que instalaram empresas no Paraguai e que agora exportam a maioria dos seus produtos para o Brasil. Segundo os depoimentos dos entrevistados, a carga tributária para a industrialização de produtos é muito inferior do que a do Brasil, e o custo social dos trabalhadores, incluindo as férias e 13º, soma apenas 30%, enquanto no Brasil vai a mais de 100%. A qualidade das mercadorias produzidas por brasileiros no país vizinho e que levam a etiqueta “made in Paraguay” são de boa qualidade e as vendas para o Brasil tem aumentado de modo significativo, fato que certamente vai estimular mais gente a investir em negócios por lá.

Apenas para delirar, imagine o leitor, que agora existe a possibilidade do Paraguai se transformar numa nova China ou Coréia para concorrer no mercado nacional com preços muito baratos. Isso vai prejudicar ainda mais a indústria nacional, que pouco poderá fazer para reagir. O sistema tributário e o peso dos impostos é quase insuportável no Brasil, e é um dos mais altos do mundo. Como todo mundo sabe, essa é a razão dos produtos nacionais serem muito caros, e justifica a decisão dos empresários que encontraram oportunidades de negócios no país vizinho. Imagino que os produtos paraguaios terão vantagem até sobre os asiáticos que partem do outro lado do planeta e cujo frete pode fazer diferença no custo final. Para nosso consolo, a turma de empreendedores que está tocando esses projetos no Paraguai é de brasileiros que perceberam uma oportunidade de grandes negócios. Provavelmente eles vão alavancar o desenvolvimento de um país vizinho, cuja desorganização estrutural e a miséria do povo ainda são grandes. Precisamos reagir!