sexta-feira, 1 de março de 2013

Cuidado!


Morador da Ilha, o desembargador Antônio José visitou esta semana o Ilha Notícias e sugeriu ao jornal alertar a população sobre a investida de um homem suspeito que usa um veículo Spin (que substituiu o Zafira), na cor prata, e se apresenta como funcionário de concessionárias como a Cedae, Net, Light, etc, para fazer vistoria nas instalações internas dos equipamentos da companhia que diz trabalhar. O homem tentou entrar na casa do desembargador, mas a sua funcionária suspeitou, e, pelas câmeras, percebeu que ele não usava uniforme e o veículo era particular. Além disso, ninguém da casa tinha solicitado serviço algum.
 
Outras pessoas têm denunciado ao jornal o mesmo assédio incomum de desconhecidos. Insistentes e sem receio algum eles voltam diversas vezes na mesma residência. Essa prática, infelizmente, está se tornando comum e é necessário que os moradores tomem extremo cuidado ao permitir que alguém entre em suas casas.  Se você não solicitou nenhum serviço, ou mesmo que tenha solicitado, não permita o acesso sem tomar, antes, todas as precauções. Avise a todos na sua casa sobre esse perigo e adote uma rotina que não deixe a sua família vulnerável. Bandidos estão usando essa estratégia há algum tempo e aperfeiçoaram os métodos. 
 
Alguém, mesmo agindo com gentileza e de modo educado não significa nenhuma garantia de que não seja um bandido preparando um bote. A esperteza agora é conquistar a confiança dos moradores para a investida criminosa. O alerta do desembargador significa que devemos redobrar nossa atenção para quem toca a campainha da nossa casa. Todo o cuidado é pouco. Imagino que esses crimes não estejam tendo maior divulgação, pelo medo que as vítimas tem em fazer o registro na delegacia.  Os criminosos chegam a ameaçar de morte se forem denunciados. Portanto, caro leitor, fique muito atento e não dê chance para que a falsos técnicos entrem em sua casa. Cuidado!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Itaú volta a receber contas

        Nos bastidores o Itaú teria revogado a ordem para suas agência não receberem contas de luz, água, telefone, etc. A medida traz normalidade ao sistema mas foi tomada com gosto de contrariedade pelo banco. Pelo visto o Itaú entende que a comissão paga pelas concessionárias é pouca e não compensa prestar esse serviço ao público que nem sempre é seu cliente e enche as agências.