quinta-feira, 24 de março de 2016

Hospital Evandro Freira está recebendo pacientes de toda cidade e de outros municípios


Nos últimos dias, o Hospital Evandro Freire passou a atender 
o dobro de pacientes planejado para sua estrutura 

              Costumo elogiar coisas boas para que sirvam de modelo e exemplo para outros cidadãos e, também, para reconhecer o mérito de quem  trabalha bem. Acho que serve de estímulo para que continuem  nesse caminho. Elogiar faz bem para a alma, sobretudo quando a gente tem a certeza que  o mérito é merecido.
             É o caso do Hospital Municipal Evandro Freire que completou três anos de existência em fevereiro, e a população da Ilha só tem motivos para comemorar. Diferente dos outros hospitais públicos da cidade, o nosso Evandro, desde que inaugurou tem sido modelo no atendimento da população. Conheço muita gente, que  foi paciente, teve familiar ou amigo atendido no hospital, que faz elogios rasgados à equipe de médicos e funcionários.
              Não sei quantas vidas foram salvas nesse nosso hospital, mas com certeza a dor de milhares de pacientes foi curada pelo carinho e conhecimento médico dos profissionais do Evandro. Fui lá algumas vezes nesses três anos e sempre me chamou a atenção a limpeza e organização das instalações, fruto certamente da gestão competente da equipe que comanda o hospital. Parabéns a essa turma.
            Agora, entretanto, começo a ficar preocupado. É que diante da crise na área da saúde pública, o Evandro Freire passou, nos últimos dias, a receber quase o dobro de ambulâncias com pacientes graves trazidos de todas as partes da cidade e de municípios vizinhos, principalmente de Duque de Caxias e São João de Meriti.
             A estrutura do hospital, que agora passou a atender quase 12 mil pacientes, não vai aguentar. O excesso de doentes encaminhados de outras regiões pode acabar com o padrão de excelência do nosso hospital que é orgulho para todos insulanos. Algo precisa ser feito.